Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Primeiros filhotes nascidos no parque viram atração para adultos e crianças

Publicação:

 G7A4370
Animais pertencem à Cabanha Obelisco, de Dom Pedrito, uma das maiores criadoras da raça Dorper no Estado - Foto: Dani Barcellos/Palácio Piratini

Quase no final da 40ª Expointer, nasceram os primeiros filhotes da feira. Na noite dessa sexta-feira (1º), a ovelha 168, da raça Dorper, da cabanha Obelisco, de Dom Pedrito, deu à luz dois filhotes, um macho e uma fêmea, cada um pesando cerca de três quilos. Como não poderia deixar de ser, a ovelha e seus filhotes atraíram no sábado a atenção do público. Não somente as crianças, mas também os adultos quiseram ver os pequenos animais, que nasceram de parto normal e estão muito bem.


O parto foi assistido pelo zootecnista da fazenda Obelisco, Amilcar Matos. Desde o primeiro dia da Expointer, as ovelhas da Obelisco já estavam chamando a atenção, não somente pela sua beleza, mas porque uma das fêmeas chegou ao parque com dois filhotes paridos há poucos dias. Diariamente, filas de visitantes se formavam para tirar fotos com os pequenos animais.

O fato de nascerem dois filhotes não é raro para a raça, segundo Matos. Mas o nascimento no parque atraiu ainda mais público para os boxes da Cabanha Obelisco. Dócil, a ovelha se deixa fotografar sem problemas, apesar de todos quererem tirar fotos a todo momento. Os animais agradam tanto, que muitos pais ouvem dos filhos o pedido para comprar uma ovelha e levar para casa.  A Cabanha Obelisco, de propriedade de Marco Sanchotene, é uma das maiores criadoras da raça Dorper no Estado.


Texto: Margareth de Paula
Edição: Rui Felten

Expointer 2017