Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Cooperativas agropecuárias adotam projeto de intercooperação

Publicação:

Um convênio assinado durante a 40ª Expointer marcou uma nova fase de duas cooperativas agropecuárias gaúchas. A Cooperativa Agropecuária Júlio de Castilhos (Cotrijuc) e a Cooperativa Agrícola Mista Nova Palma (Camnpal) e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) firmaram acordo para a construção de uma unidade de armazenagem na divisa dos dois municípios, que vai beneficiar os associados das duas cooperativas.

O investimento total será de R$ 4,5 milhões. O ato assinalou a intercooperação entre duas integrantes do sistema cooperativo. O protocolo foi celebrado pelos presidentes Euclides Vestena, da Camnpal, e Caio Viana, da Cotrijuc. "Este fato representa o pioneirismo e a inovação da intercooperação. As cooperativas estão juntas para prestar um bom serviço aos seus associados", destacou o presidente da Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado do Rio Grande do Sul (FecoAgro/RS), Paulo Pires.

O dirigente salientou que a iniciativa deve ser seguida por outras cooperativas e também por outras associadas da FecoAgro/RS, que vem incentivando a adoção destas parcerias. "É um exemplo fantástico de intercooperação, é um exemplo que precisa ser levado para o Rio Grande do Sul e o Brasil inteiro, pois tem a essência de beneficiar o produtor associado das cooperativas", observou.

Durante a Expointer, outras cooperativas associadas à FecoAgro/RS também firmaram contratos com o BRDE. A Cotripal Agropecuária Cooperativa, de Panambi, recebeu R$ 20,57 milhões para sua fábrica de rações. E a Cooperativa Tritícola Sarandi (Cotrisal) firmou contrato no valor de R$ 22,95 milhões para ampliação, adaptação, modernização e reforma de sete unidades de recebimento de grãos da cooperativa.


Texto: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective
Edição: Denise Camargo/Secom
Expointer 2017